Exames

Microscopia Especular

A Microscopia Especular de Córnea permite avaliar o número de células endoteliais da córnea de forma quantitativa e qualitativa (formato, tamanho, nº de células). O exame é indicado para pacientes que serão submetidos a cirurgias intraoculares, como a cirurgia de catarata, glaucoma, transplante de córnea e também para usuários de lentes de contato, com a finalidade de pesquisar se as córneas possuem degenerações ou distrofias. O exame dura aproximadamente 20 minutos.

microscopia especular
Microscopia Especular

O que é?

A Microscopia Especular de Córnea é um exame oftalmológico indolor cujo objetivo é analisar a quantidade de células presentes na camada mais profunda da córnea, o endotélio corneano, bem como seu formato e tamanho, para verificar se as células dessa região da córnea permanecem saudáveis.

Como funciona esse exame?

A Microscopia é um exame rápido e não invasivo, ou seja, não há contato direto com o olho do paciente, feito com o auxílio de um microscópio digital, que registra e amplia a imagem da parte interna da córnea, para a análise de um médico oftalmologista. Não é necessário preparo prévio do paciente, como a aplicação de colírios (com exceção em casos de edema de córnea), e também não é necessário suspender nenhum tipo de medicamento em uso.

Quem deve realizar esse exame?

Este exame é indicado para pacientes na fase de pré-operatório de cirurgias, principalmente de catarata, pessoas com algum tipo de trauma na córnea, entre outros casos que listamos abaixo:

-Edema de córnea;

-Diagnóstico e acompanhamento de distrofias corneanas endoteliais;

-Pós-operatório de cirurgia de cataratae transplante de córnea;

-Adaptação de lentes de contato;

-Pré-operatório de cirurgia refrativa.

-Cicatrizes e opacidade da córnea;

-Trauma corneano;

A importância da Microscopia Especular

O exame é uma das principais formas de identificar irregularidades no endotélio corneano, parte do globo ocular responsável por manter a desidratação da córnea, garantindo a sua transparência e, consequentemente, boas condições de visão. Há uma diminuição natural no número de células do endotélio ao longo dos anos, porém em alguns casos, como doenças hereditárias, a exemplo da distrofia de Fuchs, ou em pacientes com glaucoma, essa perda de células pode se acentuar, causando danos a visão devido ao embaçamento da córnea. 

Em casos extremos de decaimento do número de células do epitélio, faz-se necessária uma cirurgia de transplante de córnea para a regeneração. Portanto, é aconselhável procurar um médico oftalmologista para a verificação da saúde da sua córnea.

 

MARQUE UMA CONSULTA

Ligue para (61) 3522-3232 ou se preferir clique aqui e encontre mais informações de contato de nossa clínica.

FALE CONOSCO

Tire suas dúvidas, envie-nos sugestões ou mensagens.

   
Há mais de 7 anos a Clínica Alta Vista vem prestando um serviço de qualidade com atendimento personalizado, venha conferir. Medicom