CATARATA

Definição e sintomas:                                                                                                                                                                                                                     

A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, acarretando distúrbios da visão. Mas o que seria um cristalino? O olho humano possui uma lente natural formada por células organizadas longitudinalmente como uma casca de cebola e localizada no terço anterior do olho humano, entre a íris e o humor vítreo, chamado de cristalino. A catarata nada mais é do que apoptose,morte, do tecido cristaliniano o que provoca a perda da transparência do cristalino. As alterações visuais podem começar com halos noturnos na visão, dificuldade de percepção das cores(principalmente o branco e o azul),pequenas distorções visuais até a cegueira.

Inúmeros fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, incluindo medicamentos (esteroides), substâncias tóxicas (nicotina), doenças metabólicas (diabetes mellitus, galactosemia, hipocalcemia, hipertiroidismo, doenças renais), trauma, radiações (UV, Raio X e outras), doença ocular (alta miopia, uveíte, pseudoexfoliação), cirurgia intraocular prévia (fístula antiglaucomatosa, vitrectomia posterior), infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola) e fatores nutricionais (desnutrição).

Classificação:

catarata congênita: presente ao nascimento

catarata secundária: aparece secundariamente, devido a fatores variados, tanto oculares (uveítes, tumores malignos intraoculares, glaucoma, descolamento de retina) como sistêmicos. No último caso, pode estar associada a traumatismos, moléstias endócrinas (diabetes mellitus, hipoparatireoidismo), causas tóxicas (corticoides tópicos e sistêmicos), exposição a radiações, traumatismos elétricos, entre outras.

catarata senil: opacidade do cristalino em consequência de alterações bioquímicas relacionadas à idade. Aproximadamente 85% das cataratas são classificadas como senis, com maior incidência na população acima de 50 anos. Nesses casos, não é considerada uma doença, mas um processo normal de envelhecimento.

Tratamento

O tratamento clínico, como prescrição de óculos, tem efeito transitório. O tratamento farmacológico não existe efetividade comprovada.

O tratamento cirurgico é a única opção para recuperação da capacidade visual do portador de catarata. A cirurgia de catarata é realizada pela técnica de facoemulsificação que consiste na destruição da catarata através de um pequeno orifício no olho e colocar por este mesmo orifício uma lente dobrável.
A lentes dobravéis podem ser de diferentes, tipos de materiais (acrílico, silicone,PMMA) , qualidade óptica( esférica ou asférica), correção de astigmatismo( lente tórica ou não tórica), multifocal (bifocal ou trifocal).
As lentes multifocais são as lentes que dão independência dos óculos para longe, perto e intermediária). O laser na cirurgia de catarata( fento) tem a função de ajudar nos preparos para a efetiva cirurgia de catarata.

 

 

 

catarata, pterigio, cirurgia refrativa, campo visual, oct, yag laser, limpeza de lente, capsulotomia, lente de contato, topografia de córnea, galilei, pentacan, tomografia de coerência óptica, ecobiometria, biometria ocular, ecografia ocular, ultrassom ocular,
Fale Conosco

Nós não estamos online no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e nós vamos respondê-lo o mais breve possível.

Perguntas, questões ou preocupações? Adoraríamos ajudá-lo!

Clique para conversar